Fazendo email marketing comum e por segmento

Este artigo faz parte da série Tudo sobre Afiliados, uma iniciativa do Country Manager do programa de afiliados da Netaffiliation Brasil, Ixan Russi, em parceria com o blog Programa de Afiliados [PDA].

Recentemente falei nesta série de artigos sobre como criar uma base de emails comum e segmentada, aqui vou abordar mais algumas das diferenças na forma de trabalhar com estas bases de emails e também questões práticas do envio de e-mail marketing.
Email Marketing Comum e Segmentado

Antes de continuar lendo esse artigo, quero te fazer uma pergunta. Você já pensou em criar um negócio lucrativo na internet, começando do zero, sem ter nenhuma experiência e faturar um extra de 50 a 100 reais por dia? Então clique aqui e assista ao meu vídeo.

A maior diferença entre ambos os tipos de base é realmente na escolha das campanhas a serem enviadas, sendo que com a base de dados segmentada terá como fazer a escolha das melhores campanhas. Já com a base de dados comum terá que buscar por campanhas mais genéricas ou mesmo tentar a sorte com campanhas específicas, o que reduz muito a taxa de conversão.

Ainda falando em base de emails, há uma prática importante a ser feita de tempos em tempos, que é a chamada higienização das bases, que vou explicar detalhadamente a seguir, é uma prática que até reduz o número total de e-mails cadastrados, mas só tem a acrescentar para seus negócios!

Higienização da base de emails, para bases comuns e segmentadas

Algo que é natural que aconteça é que parte de sua base de emails venha a nunca abrir nenhum de seus e-mails. Esta parte da base de dados estará apenas contribuindo para que seu e-mails passem a ser enviados para a caixa de SPAM, portanto devem ser removidos.

Os servidores que trabalham com envio de e-mail marketing possuem diversas ferramentas de monitoramento, entre estas uma das mais comuns é a que verifica se seus e-mail foram ao menos abertos. Alguns servidores indicam até mesmo se houve clique e em que área do e-mail foi clicado!

Veja alguns artigos já publicados sobre email marketing aqui.

De tempos em tempos marque os e-mails que não estão abrindo nenhuma das mensagens enviadas e os elimine de sua base de dados, isto ajuda a manter uma alta taxa de abertura de e-mails, o que ajuda a indicar aos servidores que suas mensagens são relevantes.

Dicas para evitar a caixa de SPAM

As técnicas para evitar a caixa de SPAM são realmente muitas, é um tema vasto e complexo que aconselho a estudar com atenção se pretende ganhar um bom dinheiro através de campanhas de e-mail marketing. Aqui vou dar algumas dicas que podem ser muito úteis para evitar a caixa de SPAM, mas são dicas básicas.

No DNS de seu domínio adicione as regras SPF, DKIM e CNAME: são protocolos de autenticação, é uma forma de identificar adequadamente seus e-mails.

Use um só domínio para imagens e contabilização de cliques: uma peça de e-mail marketing que possui tudo originado em um só domínio que seja devidamente identificado tende a ser “melhor tratado” pelos servidores de e-mail. São e-mail mais “consistentes”.

O e-mail “remetente” ou “responder para” deve ser um e-mail ativo e preferencialmente sem autoresponder: relevância é importante não apenas para buscadores, mas também para e-mail marketing. Estar atento a seus leitores e responder a suas solicitações ajuda a diminuir a taxa de rejeição, que para e-mail marketing chega a ser uma taxa tão importante quanto a “report SPAM” (se não for mais importante).

O servidor DNS deve estar fora das Blacklists: os servidores de e-mail possuem listagens de servidores marcados por SPAM, se seu servidor DNS estiver em uma Blacklist certamente terá problemas para fazer seus e-mail chegarem até a caixa de entrada de seus leitores.

Empresas de envio de e-mails

A quantidade de empresas de envio de e-mail marketing é grande, há empresas que são focadas em grandes empresas com bases de emails realmente gigantescas e também existem empresas como a TeContato que possui planos até mesmo para 1000 envios mensais, o que representa uma base muito pequena.

Começar com uma empresa que permita envios em pequenas quantidades é uma boa estratégia para ganhar dinheiro através de e-mail marketing mesmo enquanto ainda possui poucos emails, o que é bom também para ir adquirindo cada vez mais experiência.

No momento de escolher com qual empresa irá trabalhar é importante que observe não apenas os valores dos planos, mas também o que é oferecido, principalmente com relação a ferramentas de monitoramento. São estas ferramentas que irão lhe mostrar o que está ou não funcionando em cada campanha. Por exemplo:

  • Se os e-mails não são abertos o problema pode ser o título.
  • Se os e-mails são abertos e não há clique talvez seja bom elaborar outra peça de e-mail.
  • Se os emails são abertos, há uma boa taxa de cliques mas não gera conversão o e-mail está bom, o problema pode ser sua landing page.

O conteúdo é mais importante do que a quantidade de subscritores

As técnicas de email marketing devem sim ser utilizadas e existem alguns cursos ou mesmo artigos, como este que está lendo, que passam dicas interessantes para que a conversão através de emails realmente aconteça e você consiga vender os seus produtos, porém o mais importante, além de um bom título para o email, a plataforma de email que utiliza, entre outras coisas é o conteúdo, cada vez mais os leitores estão ficando exigentes e quanto melhor for a sua estratégia, melhor será o retorno sobre o investimento que fizer em suas campanhas de email marketing, mesmo que este investimento seja somente de tempo.

Ao passar um email aos seus subscritores é muito importante que você indique claramente o assunto que trata, no título e no corpo do email, mensagens apenas com um link talvez funcionem, por enquanto, em redes sociais como o Facebook, mas em emails estão sumindo aos poucos e mesmo que você esteja enviando um artigo que criou em seu blog é importante que informe sobre o que trata o artigo e somente no final de sua mensagem coloque o link correspondente, isso dá mais seriedade a sua mensagem e indica aos subscritores que você está realmente preocupado em passar a informação da melhor maneira possível e não apenas passar um link com a esperança que as pessoas vão abrir.

Estes foram exemplos bastante superficiais, mas que já indicam o quanto este monitoramento pode ser algo importante para suas campanhas de e-mail marketing.

Fique Atualizado!

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Mais artigos dessa série

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *