Como substituir o Google AdSense pelas Redes de Afiliados

Há bastante tempo venho procurando por redes de afiliados que possam suprir as necessidades de grande parte dos webmasters e blogueiros. Isso significa, por um lado, ter boas campanhas que sejam duradouras e rentáveis e, por outro lado, campanhas novas e diferentes para os mais variados tipos de sites. Isso é muito complicado, visto que muitas campanhas são ruins e não convertem praticamente nada, forçando os webmasters a recorrerem ao Google AdSense ou UOL Afiliados com anúncios automáticos, baseados no conteúdo.

Antes de continuar lendo esse artigo, quero te fazer uma pergunta. Você já pensou em criar um negócio lucrativo na internet, começando do zero, sem ter nenhuma experiência e faturar um extra de 50 a 100 reais por dia? Então clique aqui e assista ao meu vídeo.

O que tenho visto é que muitas pessoas simplesmente deixam de usar as redes de afiliados porque são muito dinâmicas e, convenhamos, ninguém gosta de ficar trocando de anúncio a cada semana. É muito mais simples criar um artigo novo e colocar um código AdSense do que selecionar banners de acordo com o conteúdo da página. Embora a segunda opção seja mais promissora e rentável, em termos de CPA* e CPL**, quando feita do jeito correto.

Por que o AdSense está ganhando a briga

O Google AdSense tem muitas vantagens, entre elas está o fato de ele ser totalmente automático e customizável. Enquanto nas redes de afiliados existem “criatividades” fixas (banners, vitrines, imagens, etc.), o AdSense permite que sejam customizados painéis de links de tamanhos variados que se encaixam em qualquer tipo de site. Além disso, caso queira, o usuário pode mostrar banners aleatórios baseados no conteúdo da página.

Embora pareça preguiça dos webmasters utilizar o AdSense ao invés de redes de afiliados, a verdade é que não é! Imagine o trabalho que uma pessoa que gerencia mais de 5 blogs teria para modetizá-los de maneira adequada. Além do mais, mesmo os maiores programa de afiliados possuem campanhas que se restringem a poucos nichos de mercado, enquanto que o AdSense abrange praticamente qualquer nicho.

Cheque do Google AdSense

Por que as Redes de Afiliados tem tudo para virar o jogo

Para quem sabe usar bem as redes de afiliados o AdSense pode “ficar no chinelo”, mas para quem não sabe pode ser um desastre. Os programas de afiliados tem vantagens visíveis sobre o AdSense como as listadas logo abaixo.

1 – Comissões diferenciadas

O AdSense dispõe apenas de anúncios do tipo CPC, pagos por clique, enquanto que os Afiliados disponibilizam campanhas que pagam por vendas, cadastros, downloads e também por cliques.

2 – Foco no anúncio

Se você tem um artigo que tem certeza que irá converter bem e possúi uma campanha com uma boa comissão em alguma rede de afiliados, sua eficácia será maior do que se você utilizar o AdSense. Quanto mais focado for o anúncio, mais conversões fará. O AdSense pode trazer campanhas que não atraem a atenção do leitor.

3 – Pagamentos facilitados

O AdSense tem seus méritos, e isso ninguém discute. Mas no caso dos pagamentos, as redes de afiliação possuem mais vantagens. A principal é, sem sombra de dúvidas, a possibilidade de receber pagamentos via PayPal e outras moedas eletrônicas. Além disso, não é necessário confirmar o endereço ou dados de conta bancária. Tudo é muito simples e ágil (com poucas exceções).

4 – Possibilidades de anúncios ilimitadas

Uma coisa em que definitivamente os Afiliados levam vantagem é a possibilidade ilimitada de maneiras de anúnciar. As redes de afiliados disponibilizam Banners, Vitrines, Flash, Imagens, Emails, Links, etc. Isso permite que seja possível promover uma campanha de várias formas diferentes. No caso da Lomadee, por exemplo, é possível gerar um link para praticamente todas as campanhas e páginas e utilizá-lo no meio de seus artigos. Essa flexibilidade permite colocar anúncios no lugar certo, na hora certo e do jeito certo. E isso se reflete em mais conversões.

Grafico de Subida

Como converter mais com as Redes de Afiliados do que com AdSense

Basicamente existem pontos muito simples que podem identificar se um site terá sucesso ou não com as redes de afiliação. Se você passar por esse checklist é praticamente certo que os afiliados podem ser um bom negócio para seu site.

1 – Quantidade de campanhas disponíveis

O primeiro ponto a ser verificado é a quantidade de campanhas disponíveis para o seu nicho de mercado. Aqui no Programa de Afiliados é publicado regularmente uma lista com as melhores campanhas de afiliados do mês. Através dessa lista, ou visitando diretamente as redes de afiliados, você pode verificar quantas empresas costumam disponibilizar campanhas para seu nicho de mercado. Se houver um bom volume de campanhas significa que a procura pelo produto é relativamente boa.

2 – Verifique o foco do seu site

Um site pode ter os mais variados focos. Enquanto um site de downloads pode receber 200 mil visitas por mês, em poucos meses, um site sobre viagens recebe apenas 10 mil. Porém, qual tem a probabilidade de ter campanhas mais rentáveis? O de viagens, por causa da quantidade de anúnciantes e da facilidade de conversão. Portanto, de nada adianta receber muitas visitas se a oferta por parte dos anunciantes for baixa. É mais interessante manter o foco em campanhas com o maior número de anunciantes.

3 – Valor das comissões

Os programas de afiliados costumam oferecer campanhas com as mais variadas comissões. Desde simples 0,20 Euros por cadastro até 60 Euros por venda de um produto ou serviço. À primeira vista parece que os 60 Euros são mais chamativos, mas na realidade isso é relativo. Normalmente campanhas com valores altos são aquelas que atraem um público muito específico. E quanto mais específico, menos visitas.

Tomemos como exemplo um site de apostas que recebe 150 visitas por dia. O público desse tipo de site é extremamente pequeno, se comparado com assuntos mais abrangentes. Mas, se apenas uma conversão de 60 Euros for feita por dia, o resultado no final do mês é uma soma de 1.800 Euros.

Em contrapartida, tomemos como exemplo um site de notícias que recebe 30 mil visitantes diários. O público desse tipo de site é extremamente grande. Então, se apenas 1% dos visitantes converterem o ganho ao final do mês também será de 1.800 Euros.

4 – Não se iluda com os valores

É muito comum as pessoas visitarem a Netaffiliation e ficarem encantadas com as altas comissões das campanhas, principalmente com a BetClic que paga até 60 Euros. É imprescindível notar que as campanhas com comissões altas, também tem mais concorrentes. Se a intenção é “criar um site do zero” apenas para promover a campanha, a chance de fracassar é muito grande. O ideal é ignorar esse tipo de campanha e seguir para as que se adequem ao assunto do site. Dessa maneira as chances de sucesso são maiores.

5 – Dificuldade em converter

Sabemos que as campanhas mais fáceis de converter são do tipo CPC, por clique. Por isso seus valores são mais baixos. Em seguida vem as campanhas do tipo CPL, por cadastro, que são mais difíceis de converter do que as do tipo CPC e os valores são intermediários. Por último vem as campanhas do tipo CPA, por venda. Essas são as mais difíceis de converter e, por consequência, possuem as maiores comissões. Entendendo essas diferenças você pode partir para o sexto e último passo.

6 – Volume de tráfego esperado para seu site

Considerando que cada tipo de campanha tem sua dificuldade de conversão, é preciso identificar se o site receberá visitas suficientes para que possa haver uma conversão e gerar bons lucros. Campanhas do tipo CPC costumam render mais quando o site recebe muitas visitas. Já as campanhas do tipo CPA podem render um bom dinheiro quanto são muito bem direcionadas, não necessariamente com muito tráfego. Esse tipo de campanha é mais rentável quando é feito um comentário pessoal sobre determinado produto ou serviço que está tentando vender. Já o tipo intermediário, as CPL, geram lucro em ambas as situações. Não é necessário muito tráfego ou comentários sobre o produto.

Principais de redes de afiliados e suas características

Netaffiliation – Fidelidade dos clientes. As campanhas são longas e duradouras, porém com poucas variações nas comissões.

Netfilia – Muitas campanhas. Essa é a rede mais dinâmica do mercado, com muitas novas campanhas que entram em vigor a cada semana. Tem a maior variedade do mercado.

DGMAX Interactive – Fidelidade dos clientes. Muitas campanhas de empresas brasileiras que são pouco conhecidas, mas que convertem muito bem.

Lomadee – É a maior rede de afiliados com CPA. Todos os anunciantes são brasileiros e as comissões são pagas por vendas realizadas. Algumas empresas famosas fazem parte do quadro da Lomadee, como: Dell, Apple, Saraiva, etc.

Fique Atualizado!

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Gostou desse artigo? Subscreva nossa Newsletter ou acompanhe nosso Feed RSS.

* CPA – Comissão por Ação (comumente, vendas).

** CPL – Comissão por Lead (cadastro).

Crédito das imagens:

Comments
  1. Nader Fares | Responder
  2. Seguro Desemprego | Responder
  3. Marcos Ferraz | Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *